Por que a cannabis é proibida nos esportes? - Bem Bolado Brasil
Onde encontrar

Blog

Por que a cannabis é proibida nos esportes?

Por que a cannabis é proibida nos esportes?


Por Demétrius Rocha

Já vamos começar indo direto a ponta: por que essa maravilha da natureza é, afinal de contas, proibida nos esportes?

De acordo com o departamento antidoping dos Estados Unidos (USADA), para uma substância ser proibida, ela deve se enquadrar em no mínimo 2 dos seguintes critérios: 

  • representa risco para a saúde dos atletas
  • tem potencial para melhorar o desempenho
  • afronta o espírito esportivo

Segundo a USADA, a cannabis apresenta pelo menos duas dessas características. O que não bate com as nossas contas aqui e de acordo com a própria natureza da plantinha sagrada. Como pode a maconha afrontar o espírito esportivo? Ninguém quer briga depois de fumar 1! Quer mais espírito esportivo do que esse?

Quanto a ser um risco para a saúde dos atletas, será que já ouviram falar em cannabis medicinal? Tudo bem, tem a fumaça, mas também mil outros jeitos de ingerir canabinóides.

Talvez o único critério que a cannabis possui dessa lista é potencial para melhorar o desempenho. Atletas de todas as modalidades se beneficiam do poder da cannabis nos períodos de recuperação.

Esportistas que usam cannabis

cannabis nos esportes
Livinha, atleta do UFC. A Livinha é patrocinada por uma empresa norte-americana, que comercializa o CBD no Brasil.

Pesquisas sugerem que 1 em cada 4 atletas se beneficiam das propriedades da cannabis. Na outra ponta, outras pesquisas dizem que aparentemente o poder da erva não influencia na prática esportiva. Porém, os dois lados concordam que tudo é muito novo e muitas descobertas ainda virão.

Recentemente, talvez o caso mais famoso de doping por uso de cannabis foi o da velocista Sha’ Carri Richardson, nas olimpíadas de Tóquio. No caso dela, a ajuda foi psicológica. A cannabis ajudou a lidar com as emoções de perder a mãe, na fase classificatória das olimpíadas.
Muitos atletas no Brasil já são patrocinados por empresas canábicas. É o caso da Livinha, atleta do UFC. A Livinha saiu do interior de São Paulo e conquistou Las Vegas. Hoje é patrocinada por uma empresa norte-americana, que comercializa o CBD no Brasil.

Para ela, os produtos a base de CBD são fundamentais na recuperação emocional e física depois de um evento. Além de inúmeros outros benefícios, se liga:

Benefícios da cannabis nos esportes

  • Alívio da dor
  • Prevenção de inflamações
  • Recuperação acelerada
  • Potencializa o sono restaurador
  • Reduz stress e ansiedade
  • Protege sistema imunológico

Cannabis na academia

Você já sabia que existem academias maconha friendly por aí? Nos países legalizados também 🙂

Uma das mais famosas nos Estados Unidos aceita alunos que utilizam a cannabis medicinal para treinar. Nas aulas, eles são acompanhados de perto e orientados sobre dose segura, nutrição e exercícios.

Para alguns, a maconha na academia relaxa e aumenta a concentração nos exercícios. Treinar chapado, ouvindo uma música também aumenta a motivação para estes atletas de jah.

Veja também: Tolerância ao THC

Confere o assunto lá no nosso Insta, pra ver o que a galera tá falando do assunto.
Instagram Bem Bolado

Refs

https://www.fox23.com/news/local/cannabis-friendly-gym-open-broken-arrow/7KGYVQRXQZFTXEE6QNZL2H2GTY/
https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1941738120901670
https://www.cbc.ca/sports/olympics/summer/marijuana-policy-olympics-1.6088395
https://www.nutraingredients-usa.com/Article/2021/06/17/The-challenges-with-CBD-and-sports-nutrition
https://www.cbc.ca/sports/olympics/summer/marijuana-policy-olympics-1.6088395

Tags

Compartilhe: